Salmos 146.5

Esperança é “a Expectação de um bem (material ou não) que se deseja”

O Mundo fala muito da “esperança de um mundo melhor” – o que é um mundo melhor? – Um mundo onde haja mais justiça, paz, amor, prosperidade…

De fato, o mundo melhora em avanços científicos e tecnológicos. Mas, não podemos dizer que ao longo da historia, ele tenha melhorado nos termos citados acima. Isto se deve ao pecado que impera neste mundo governado por homens, muitos deles sob o jugo do pecado e debaixo das influências do príncipe deste século. A avareza, a corrupção, a imoralidade e a violência são impedimentos reconhecidos ao longo dos séculos para que tenhamos esperança em que teremos esse mundo melhor (II Timoteo 3.1-9).

Absolutamente, nossa esperança não pode estar neste mundo! Não é essa a esperança de que a Palavra de Deus nos fala.

A esperança é um dos três grandes Dons permanentes de Deus para o crente em Cristo (I Corintios 13.13). Esses três dons (Fé, Esperança e Amor) tem uma relação direta entre si.

Em I Tessalonicenses 5.8-9, Paulo deixa mais claro que esperança é esta: – Da consumação da nossa Salvação. Da nossa ressurreição. Ela é muito superior à esperança do mundo, pois não é limitada a esta vida presente. I Corintios 15.19 diz: “Se esperarmos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”.

Pedro também fala sobre a esperança em I Pedro 1.Ele nos diz que ela é uma esperança “Viva” porque é firmada na Misericórdia de Deus, baseada na morte e ressurreição de Cristo (v 3). Ela é a expectação de algo infinitamente melhor do que aquilo que possamos vir a ter aqui (v 4 e 5).

Movidos por essa esperança, que é “companheira” da Fé, somos levados a:

a)      Suportar as provas e tentações (vv 6-9)

b)      Andar em obediência e santificação (vv 13-19 e Isaias 40.31).

A Esperança é um presente de Deus para o cristão. Uma arma para atravessarmos esta vida terrena. Ela está associada à armadura de Deus relatada por Paulo em Efésios 6 e, particularmente, ao “capacete da Salvação” do qual fala no v. 17. Não é para esta vida – A prova disso é, que o salvo passa pelas mesmas coisas que o ímpio nessa vida: Ele fica doente, tem problemas pessoais e financeiros, padece injustiças, dor, a morte, etc. No plano material, praticamente nada difere nas expectativas de vida do crente e do ímpio. Porém, a esperança de que a Palavra de Deus nos fala e que é dada (dom) aos Filhos de Deus, é o que nos faz passar por tudo isso de modo diferente, pois estamos olhando adiante.

A nossa Esperança é a expectativa pelo grande final – A Gloria Eterna com Cristo e o desfrutar de todas as grandes Promessas de Deus.

 

Autor: Pr Waldir Ferro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>